A vida...


30.09.2005


PRISÃO DAS SOMBRAS


Estou sozinho, desolado
Em meu mundo, isolado
Cercado pelas trevas, mergulhado em um silêncio profundo
Minha alma amargurada, não tem paz nenhum segundo
Sou um anjo renegado, um demonio arrependido
Sou dor, sou sofrimento, sou amigo e inimigo
Só espero a minha morte para enfim descansar
e reencontrar com aquela que me prendeu neste lugar

Escrito por Aninha às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ]

28.09.2005


Oi.. Hoje estou novamente sem tempo p/ postar direito.. Estou com tantos trabalhos do colégio p/ fazer, q estou quase desistindo de alguns.. Mas.. eh isso ai!! Tenho q ir. Ah!! A Keké colocou uma perguntra no blog dela, q tbm estou a procura da resposta. " Por que quando resolvemos esquecer uma pessoa, ela volta p/ assombrar nossa vida?" Quem souber a resposta me fala. Bjuxxx p/ toduxx voxessss.... Até logo!

Escrito por Aninha às 16h43
[ ] [ envie esta mensagem ]

27.09.2005


Uma boa tarde quase noite p/ voxes... Hoje não tive tempo de colocar nada aki.. Estou passando somente p/ dar um OI!! P/ voxes.. e dizer que adoro todos os meus miguxos... Ops... Tenho q ir... Estou com muitos trabalhos escolares p/ fazer.. Beijos e... Até amanhã. Edson.. Obrigada pelas mensagens... Naum deixe de comentar. Bjuxxxxxxxx

Escrito por Aninha às 17h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

26.09.2005


Escrito por Aninha às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escola de Bichos

Conta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola.
Se reuniram e começaram a escolher as disciplinas.
O pássaro insistiu para que o vôo entrasse.
O peixe, para que o nado fizesse parte do currículo também.
O esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental.
O coelho queria de qualquer jeito a corrida.
E assim foi...
Incluíram tudo, mas cometeram um grande erro.
Insistiram para que todos os bichos praticassem todas as disciplinas.
O coelho foi magnífico na corrida, ninguém corria como ele.
Mas queriam ensiná-lo a voar.
Colocaram-no numa árvore e disseram:
"Voa, coelho".
Ele saltou lá de cima e quebrou as pernas.
Não aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.
O pássaro voava como nenhum outro, mas o obrigaram a cavar buracos como uma
toupeira.
Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voar tão bem, nem cavar
buracos.

MORAL DA HISTORIA:
Todos nós somos diferentes.
Cada um tem uma coisa de bom.
Não podemos forçar os outros a serem parecidos conosco.
Desta forma, acabaremos fazendo com que eles sofram, e no final, não serão
nem o que nós queríamos, nem o que eles eram em sua essência.

Beijinhus e Obrigada pelos Comentes...

(`'·.¸(`'·.¸ ¸.·'´) ¸.·'´)
«`'·.¸.¤ Þëkëñä Mëñ¡ñä ¤.¸.·'´»
(¸.·'´(¸.·'´ `'·.¸)`' ·.¸)

Escrito por Aninha às 15h34
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, Mulher, de 15 a 19 anos, French, Música, Livros